16.4.11

6: O dinheiro é seu amigo?


Olá!
Não tenho a menor ideia do que seja insônia, conheço apenas o oposto. Se necessitasse, acho que conseguiria hibernar. 
Mas...
Hoje fui acordada muito cedo com um telefonema me pedindo alguns favores urgentes e como costumo dormir tarde e sou muito dorminhoca, pensei que ficaria mal humorada por algum tempo, mas não fiquei. Estou orgulhosa!


Acho que estou praticando cada vez mais a decisão de evitar esquentar com as pequenas coisas. Além do mais gosto muito de ajudar. 
Passei um bom tempo da manhã resolvendo coisas para esta pessoa. Aos poucos a sensação de sono passou. 
Quem me ligou merecia receber todo o suporte possível, então espero que esta pessoa leia este comentário e saiba como me sinto. Fiquei apenas com a sensação agradável de ter sido útil.


Pode parecer bobagem eu ter comentado sobre isso, mas geralmente eu era uma daquelas pessoas que levava quase 1 hora para realmente acordar e começar a "funcionar". 
Estou progredindo aos poucos. 
Quando estava na escola, costumava deixar o uniforme que usaria no dia seguinte pronto ao lado da cama, para poder dormir até o último segundo.


Mudando de assunto:
Ontem comentei sobre como devemos de certa forma fazer amizade com os alimentos. 
Hoje desejo propor que nosso novo "amigo" também seja o dinheiro.


Por esta razão, conforme prometi, colocarei mais abaixo um resumo do livro "Os segredos da mente milionária".

Para iniciar o tema, em "Um retorno ao amor", a escritora Marianne Williamson" escreve:


Você é filho de Deus! 
Viver de modo pequeno não serve ao mundo. 
Não há nada de iluminado em se esconder para que as pessoas não se sintam inseguras ao seu redor. 
Todos nós fomos feitos para brilhar, como as crianças. 


Nascemos para tornar manifesta a glória de Deus que está dentro de nós. 
Não apenas de algumas pessoas, mas de todas. 
Quando deixamos a nossa luz brilhar, inconscientemente damos permissão aos outros para fazerem o mesmo. 
No momento em que nos libertamos do nosso próprio medo, a nossa presença liberta automaticamente outras pessoas. 


Não é um belíssimo texto?
Decidi comentar sobre isso porque embora eu me considere uma espiritualista, não acredito em voto de pobreza e vejo muitas pessoas sofrendo desnecessariamente.
Acredito que todos devemos ter saúde, amor, família, amigos, felicidade, conforto, lazer e provisão.


Mas também acho que muitas pessoas se autosabotam quando o assunto é prosperidade.
Elas não conseguem estar numa vibração receptiva e precisam descobrir a razão.



Também existem as pessoas que são prósperas mas sentem uma espécie de culpa inconsciente devido ao fato de existirem tantas pessoas vivendo na pobreza. 
Ao invés de sentirem culpa, deveriam sentir alegria por poder desfrutar do conforto adquirido e da possibilidade de poder ajudar estas pessoas com seus recursos.


Sei que dinheiro geralmente é um tabu.
Mas gosto de pensar que precisamos rever certos conceitos tão arraigados no inconsciente coletivo.
Dinheiro não é bom nem mau, é só um meio.
Mas sem ele não podemos viver na sociedade atual. 
Ele é necessário e devemos fazer as pazes com ele revendo certos preconceitos.
Geralmente na mídia rico é desonesto, autoritário, injusto, egocêntrico e infiel. 
Acredito que seja justamente o contrário.


Será que esta não é uma das causas fundamentais que fazem com que tantas pessoas se autosabotem e tenham um certo medo de enriquecer?
Para corroborar esta ideia, segue um texto de um livro muito antigo 
de Russel H. Conwell em "Uma fortuna ao seu alcance", escrito há mais de um século:


"Eu digo que vocês devem enriquecer, que é seu dever enriquecer. Quantos irmãos piedosos me dizem: "Mas o senhor, um ministro cristão, usa o seu tempo para percorrer o país de alto a baixo aconselhando as pessoas a enriquecer, a ganhar dinheiro?" Sim, é claro que sim! 


Então eles continuam: "Que coisa horrível! Por que o senhor não prega o Evangelho em vez de doutrinar as pessoas a ganhar dinheiro?" Porque ganhar dinheiro honestamente é pregar o Evangelho. Essa é a razão! 


Os homens que enriquecem talvez sejam os mais honestos que podemos encontrar na comunidade.
"Mas", afirma um jovem aqui esta noite, "durante toda a minha vida me disseram que as pessoas ricas são desonestas, indignas, vis e desprezíveis." Meu amigo, é exatamente por aceitar essa ideia que você não tem nenhum dinheiro. A base da sua fé é totalmente falsa. 


Eu lhe digo com toda clareza... 98 de cada 100 homens (e mulheres) ricos dos Estados Unidos são honestos. E é por isso que são ricos. É por esse motivo que os outros lhes confiam dinheiro. É por causa disso que realizam grandes empreendimentos e sempre encontram pessoas para trabalhar com eles.


Diz outro jovem: "Às vezes ouço falar de homens que ganham milhões de dólares desonestamente." Sim, é claro que ouve, e eu também. Mas eles são tão raros que os jornais falam a seu respeito o tempo todo como notícia até ficarmos com a impressão de que todos os ricos conseguem as suas fortunas de modo desonesto. 


Meu amigo, leve-me aos subúrbios da Filadelfia e me apresente aos moradores que possuem casas ao redor dessa grande cidade, casas belas com jardins e flores, esplêndidas de refinada arte, e eu o apresentarei às pessoas mais plenas de caráter e iniciativa da nossa cidade. Aqueles que tem as suas próprias casas se tornam mais dignos, honestos e puros, mais fiéis, econômicos e cuidadosos por possuí-las.


Nós pregamos contra a cobiça no púlpito e usamos a expressão "lucro imundo" de um modo tão radical que os cristãos ficam com a ideia de que é pecado um homem ser rico. Dinheiro é poder, e é preciso ser razoavelmente ambicioso para ganhá-lo. Deve ser assim porque vocês podem praticar mais boas ações com ele do que sem ele. 


O dinheiro imprime as suas Bíblias, o dinheiro constrói as suas igrejas, o dinheiro envia seus missionários e o dinheiro sustenta os seus pastores. Portanto, eu digo que é necessário ter dinheiro. Se vocês são capazes de enriquecer honestamente, é seu dever sagrado fazer isso. É um erro terrível das pessoas piedosas pensar que se deve ser pobre para ser piedoso."


Interresante, não?
Finalmente resumirei os 17 passos, ou arquivos retirados do livro "O segredo da mente milionária", de T Harv Eker:



Como já escrevi bastante hoje, qual destes tópicos você gostaria que eu comentasse nos próximos dias?


Estes são os 17 arquivos da mente milionária:


1.
As pessoas ricas acreditam na seguinte ideia:
"Eu crio a minha própria vida."
As pessoas de mentalidade pobre acreditam na seguinte ideia:
"Na minha vida, as coisas acontecem."


2.
As pessoas ricas entram no jogo do dinheiro para ganhar.
As pessoas de mentalidade pobre entram no jogo do dinheiro para não perder.


3.
As pessoas ricas assumem o compromisso de serem ricas.
As pessoas de mentalidade pobre gostariam de ser ricas.


4.
As pessoas ricas pensam grande.
As pessoas de mentalidade pobre pensam pequeno.


5.
As pessoas ricas focalizam oportunidades.
As pessoas de mentalidade pobre focalizam obstáculos.


6.
As pessoas ricas admiram outros indivíduos ricos e bem-sucedidos.
As pessoas de mentalidade pobre guardam ressentimento de quem é rico e bem-sucedido.


7.
As pessoas ricas buscam a companhia de indivíduos positivos e bem-sucedidos.
As pessoas de mentalidade pobre buscam a companhia de indivíduos negativos e fracassados.


8.
As pessoas ricas gostam de se promover.
As pessoas de mentalidade pobre não apreciam vendas nem autopromoção.


9.
As pessoas ricas são maiores do que os seus problemas.
As pessoas de mentalidade pobre são menores do que os seus problemas.


10.
As pessoas ricas são excelentes recebedoras.
As pessoas de mentalidade pobre são péssimas recebedoras.


11.
As pessoas ricas preferem ser remuneradas por seus resultados.
As pessoas de mentalidade pobre preferem ser remuneradas pelo tempo que despendem.


12.
As pessoas ricas pensam: "Posso ter as duas coisas."
As pessoas de mentalidade pobre pensam: "Posso ter uma coisa ou outra."


13.
As pessoas ricas focalizam o seu patrimônio líquido.
As pessoas de mentalidade pobre focalizam o seu rendimento mensal.


14.
As pessoas ricas administram bem o seu dinheiro.
As pessoas de mentalidade pobre administram mal o seu dinheiro.


15.
As pessoas ricas põem o seu dinheiro para dar duro para elas.
As pessoas de mentalidade pobre dão duro pelo seu dinheiro.


16.
As pessoas ricas agem apesar do medo.
As pessoas de mentalidade pobre deixam-se paralisar pelo medo.


17.
As pessoas ricas aprendem e se aprimoram o tempo todo.
As pessoas de mentalidade pobre acreditam que já sabem tudo.





"Nós somos aquilo que fazemos repetidamente. 
Excelência, então, não é um modo de agir, mas um hábito."
Aristóteles


2 comentários:

  1. Amo seu blog manaaa!!!!

    O tópico 8 será maravilhoso ver com suas sábias palavras / interpretacão!

    Bjs e saudades!!

    ResponderExcluir
  2. Mais do que comentar sobre o tópico, foi uma "revelação" pra mim.

    Beijos...

    ResponderExcluir

"Toda reforma foi em algum tempo uma simples opinião particular." (Ralph Waldo Emerson)