28.11.11

223: Eu amo ser quem eu sou e você?




Olá!
Hoje logo ao acordar, antes mesmo de sair da cama, fiz uma longa oração/meditação. Desejei que esta semana seja maravilhosa não apenas para mim, mas para várias outras pessoas próximas. Procurei sentir uma vibração positiva. Também respirei profundamente apenas e deixei um espaço "vazio" para que eu recebesse uns "insights" e duas coisas me vieram à mente: 



Preciso aprender duas coisas importantíssimas:


1) Aprender a me amar incondicionalmente;
2) Aprender a dizer NÃO!



Creio que ocorrendo a primeira situação, a segunda é consequência. Baseada nestes insights resolvi desapegar e deixar o dia acontecer. Ou seja, naturalmente se desenrolar diante dos meus olhos e foi um dia espetacular. Tive uma sensação de imensa paz interior e de estar sendo 100% guiada por uma força "invisível", mas altamente poderosa. Vou continuar deixando esta intuição me guiar pois é só assim que sei viver, seguindo meu coração e minha consciência maior, não minha razão.



Eu me propus a ser mais autêntica comigo mesma, me respeitando mais, me compreendendo mais, aceitando minhas características de personalidade e valorizando meus desejos (porém sem ego). Não sei se consigo resumir o que espero internalizar sem recorrer ao clichê: "Todo mundo é único e insubstituível, nasceu com características próprias e deve valorizá-las e não procurar imitar ninguém, nem se desculpar pelo que é, principalmente quando convive com pessoas que pensam diferente." 


Aliás, vale para os dois lados, devemos aceitar os outros como são também, para sermos aceitos." Ou... Como diz a filosofia Seicho-no-ie: "Cada pessoa deve procurar viver de modo natural." Compreendo porque esta "revelação" surgiu para mim. Analisando o modo como reajo à muitas coisas, percebo que preciso ser bem mais assertiva.


Sinto que apesar de caminhar com "baby steps", estou "progredindo", hoje dei um grande passo nesta direção, depois comento mais sobre isso. Pretendo me posicionar sobre muitas coisas importantes na minha vida. Grandes decisões. 
Quero evitar sentir a obrigação de ter que me anular para agradar os demais. Isto custa muito caro, acabamos sendo infelizes e as pessoas ao nosso redor também sentem este peso, pois cobramos esta "anulação".


"Não posso continuar fingindo..."

Se nós conseguirmos nos amar de verdade não necessitaremos mais da opinião alheia para manifestarmos nosso Eu verdadeiro, nossa singularidade, o que nos torna especiais. Agindo assim jamais dependeremos do reconhecimento alheio, de elogios para nos sentirmos bem. Profissionalmente estou tomando um novo rumo. Só sei que estou muito feliz comigo. Decidi tomar as rédeas de algumas situações que estavam me incomodando e estou sentindo a diferença. 



Sinto paz e alívio. Esperança e força. Sucesso e espiritualidade. Tudo ao mesmo tempo. E... Por hoje é só.



Minha mentalização para antes de dormir:


Eu amo ser quem sou!


Até amanhã.

...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Toda reforma foi em algum tempo uma simples opinião particular." (Ralph Waldo Emerson)