20.12.11

242: O que é assertividade?


Olá!
Hoje o pensamento acima foi predominante em minha mente. Um ano novinho em folha se aproxima e espero mudanças. Mas tenho que começar por mim. Preciso ser a mudança que espero. Uma das coisas mais importantes eu já tenho: sei exatamente tudo que desejo. E... como tenho praticado exercer a assertividade, não abrirei mão disso. É muito importante que eu me coloque como prioridade, mas sem ego. Isso é autoestima.  
E... 
Como anda a sua assertividade? 
O que planeja para 2012?


O que é Assertividade
 Vera Martins, 2005, Editora Campus, pág 21




O que é assertividade?

O termo assertividade origina-se de asserção. Fazer asserções quer dizer afirmar, do latim afirmare, tornar firme, confirmar e declarar com firmeza. (...)

A postura assertiva é uma virtude, pois se mantém no justo meio-termo entre dois extremos inadequados, um por excesso (agressão), outro por falta (submissão).

O significado de assertividade tem sido distorcido, promovendo resistência nas pessoas. Muitos entendem que ser assertivo é ter apenas uma comunicação sincera e objetiva, sentido-se com o direito de dizer muitos "nãos" e poucos "sims" aos outros, "doa a quem doer e custe a quem custar". (...)

No ambiente profissional, o perfil assertivo é cada vez mais valorizado, principalmente num mercado de mudanças contínuas, que exige decisões objetivas e focadas nos resultados esperados e que considera relevante a construção de parcerias. A técnica assertiva "aposta" na mudança de comportamento passivo ou agressivo para um comportamento maduro e honesto, adaptado a todos os tipos de personalidade.

O comportamento assertivo é ativo, direto e honesto, transmitindo uma impressão de auto-respeito e respeito pelos outros. (...)

Uma pessoa assertiva vence pela influência, atenção e negociação, oferecendo ao outro a opção pela coorperação. Não oferece retaliações e estimula a comunicação de mão dupla. (...)

Ser assertivo é dizer "SIM" e "NÃO" quando for preciso. (...)

Para se tornar uma pessoa assertiva, você precisa se fortalecer com as atitudes que chamamos de base para comportamento assertivo. Sem elas, é impossível desenvolver uma comunicação em que você afirma seu eu sem massacrar o eu do outro.

* AUTOESTIMA: origina-se da imagem que você tem de si mesmo. É a sua reputação vista por seus próprios olhos. É o que você pensa e sente sobre si mesmo. A qualidade da auto-estima depende de você. Depende a aceitação, da confiança e do respeito que você tem por si mesmo.

* DETERMINAÇÃO: é uma energia que faz você ter coragem para ir em frente e não desistir perante os obstáculos. É ter foco e clareza sobre onde quer chegar.

* EMPATIA: é colocar-se no lugar do outro mentalmente e sentir o que o outro está sentindo numa determinada situação. Somente pessoas maduras conseguem estabelecer empatia.

* ADAPTABILIDADE: é adequar seu estilo de comunicação e entrar em sintonia com seu interlocutor, seja uma criança, seja um idoso, tenha nível cultural alto ou baixo.

* AUTOCONTROLE: é assumir que o ser humano é bastante emocional e usar da racionalidade para gerenciar as emoções, não perdendo o controle das situações.

* TOLERÂNCIA À FRUSTRAÇÃO: é aceitar que não podemos só ouvir sins, pois exitem os nãos que são pertinentes e justos. Isto significa aceitar a diversidade humana.

* SOCIABILIDADE: é gostar de estar com pessoas, é se preocupar com o bem-estar do outro assim como o seu próprio. É tratar as pessoas com naturalidade e sem idéias preconcebidas.

Além dessas atitudes, existem três condições para ser assertivo:

1. Saber o que quer e aonde quer chegar;
2. Partir de um pensamento positivo;
3. Ser proativo para atingir os resultados.




Até amanhã!

...



Um comentário:

  1. Interessante encontrar seu blog. Tenho vivido muitas das angustias relatadas aqui e chegado a muitas conclusões de cunho parecido...É difícil viver no mundo sem ser só do mundo; mas é necessário aprender a viver... Caminho difícil esse de ser gente de verdade.

    ResponderExcluir

"Toda reforma foi em algum tempo uma simples opinião particular." (Ralph Waldo Emerson)