30.11.11

225: Seja verdadeiro. Seja você!




“Os três grandes fundamentos da felicidade nesta vida são: algo para fazer, algo para amar e algo para esperar.”



(Joseph Addison)
Olá!
Ontem acabei resolvendo umas questões de trabalho até muito tarde, por esta razão não tive tempo para me dedicar à publicação como gostaria. Porém hoje retornarei à minha promessa de comentar sobre uma mulher que me surpreendeu com seu exemplo de empreendedorismo e liderança. Vamos lá...


O nome dela é Aline, é linda, inteligente, deve ter uns 26 anos e recentemente ganhou a eleição para ser síndica do meu prédio. Ontem disse à ela que a admirava, pois "fujo" deste tipo de responsabilidade, pois não sei lidar com conflitos diariamente.
Às vezes acho que existem muitos desentendimentos desnecessários num condomínio, fico desapontada com isso. 
No lugar de um síndico eu queria pedir de coração para os moradores repensarem as suas atitudes e reclamações, pois existem coisas muito piores no mundo. Clichê? Pode ser... 
Adoro 99% das pessoas do meu prédio, porém creio que um pouco de perspectiva e mais paciência e gratidão levariam todos muito mais longe. Oro/rezo por eles de longe e espero que possamos conviver em harmonia sempre que possível. E torço muito por estas pessoas que se colocam na posição de liderança: Aline, parabéns!!!

"Só assim, quando existe uma franca abertura para escutar e aprender com o outro e o sentir-se também responsável pelo outro, é possível crescer como gente. Cada um vai descobrindo os próprios talentos com a ajuda dos demais e se colocando a serviço de todos. Quando se descobre a riqueza de cada um e o imenso tesouro que somos todos juntos, não há mais motivos para invejas, competições e outras mesquinharias."
(Francisco de Assis)

Retornando ao tema principal:
Ela mora sozinha (durante a semana), é professora, está começando a sua confecção, vai casar neste final de semana e ainda virou síndica. Realmente a admiro! Mas... aquela conversa no elevador não terminou por aí. Acabou rendendo uma visita ao apartamento dela e tive o prazer de ouvir parte da sua trajetória de sucesso. A família era grande e os pais não tinham condições de dar presentes, escola particular, etc. Então quando criança ela levava bolo para vender no intervalo da escola. 


Aos 12-13 anos disse que seu sonho era ter um bicho de pelúcia enorme. 
Não comentei com ela, mas também quis, só que eu já não era uma adolescente. Mas não ganhei e nem comprei um, acabei focando também em outras coisas e acabei esquecendo.
Como ela sabia que seus pais não poderiam comprar, decidiu que teria um assim mesmo. Fez uma rifa entre seus conhecidos e conseguiu o dinheiro para adquirir seu "bichão de pelúcia". Comentou que se sentiu muito "vitoriosa"! E tem como não se sentir assim? Tão nova e já tão madura, independente e empreendedora.
Mas seu exemplo não pára por aí... 


Ela queria fazer faculdade e acabou passando em duas universidades particulares. E... se graduou ao mesmo tempo nas duas. Comentou que vendia bombons que ela mesmo fazia de madrugada para se manter, pode? Também confessou que certa vez chegou na faculdade com 3 sacolas enormes cheias de leite condensado, pois estavam em oferta num hipermercado. Mas as sacolas arrebentram e as latas se esparramaram. Na época ela não tinha carro, fazia tudo a pé, mas jamais reclamou.


Também comentou que seu pai foi a sua grande inspiração, sempre trabalhou muito e pelo que imagino, sem negativismo. Que atitude positiva e inspiradora, que belo exemplo de pai! Parece que o sucesso e o empreendedorismo deles é algo quase "genético" ou "contagioso". Achei a sua história um grande exemplo de superação, pois demonstrou novamente que quando queremos realmente algo, somos capazes de encontrar os meios para conseguir. Então... Nada de desculpas: mãos à obra! Hoje ela é um exemplo para a família e para todos que a conhecem. Tem seu apartamento, seu automóvel, está iniciando sua confecção e ama lecionar! Que mulher "completa"!


Observando o seu sorriso e jamais pensava que ela havia  passado por estes desafios. Que mulher guerreira! Foi difícil não me comparar com ela e ver que somos tão diferentes. Não sinto tanto orgulho do meu passado, acho que foi mais "light", não me sinto uma vencedora como ela.
Ela é uma formiguinha, não pára nunca, está sempre ocupada e achando mais coisas para fazer. Eu gosto de ter menos responsabilidades e ser mais "zen". Porém creio que de certo modo nós nos equilibramos. Cada um nasceu com uma personalidade diferente, então estou aprendendo a me inspirar nestes exemplos tão "ativos" sem me comparar e cobrar o mesmo comportamento. Afinal, conforme prometi para mim esta semana: "Estou aprendendo a amar quem eu sou!"


Acabamos trocando informações sobre negócios e juntas talvez façamos uma parceria em breve. 
O que mais me marcou nela porém foi outra atitude: em julho do ano passado meu pai estava internado em estado grave, quando cheguei para visitá-lo comentaram que ele havia falecido. Meu chão desapareceu. Pediram para eu levar sua "ultima roupa". Então vim para o meu apartamento buscar e ela foi a primeira pessoa que encontrei ao chegar. Acabamos nos abraçando e eu chorei. Jamais vou esquecer aquela atitude de carinho quando eu mais precisei, pois até hoje foi o momento mas difícil que já passei e nós não nos conhecíamos. Mas... nada de tristeza, passou!!! Se existe paraíso, meu paizin está lá, pescando e um dia nos reencontraremos. (outro belo clichê!)


Não comentei aqui mas tive que "madrugar" hoje para resolver algumas questões profissionais e como fui dormir extremamente tarde, estou com bastante sono. 
Para finalizar, que tal esta belíssima mensagem abaixo?

Seja verdadeiro(a). Seja você!

"A paz resultante de uma auto-revelação honesta é uma recompensa imediata e inegável. As pessoas dispostas a compartilhar sua vulnerabilidade não precisam fazer constantemente o esforço exaustivo da repressão. Não precisam colocar máscaras no rosto. Não precisam realizar as contorções da compensação, da projeção, da racionalização. Fazem o que Dag Hammarskjold chamou de "a mais longa jornada", a jornada para dentro de si mesmo. O que elas vêem e ouvem nessa exploração de seus espaços interiores gravam na fita da comunicação. "Esse sou eu. Isso é tudo quanto sou, nem mais, nem menos. Se você puder vir e comemorar comigo, ótimo. Preciso lhe dizer isto: não sou obrigado a agradar você. O que tenho a fazer é ser eu mesmo, minha verdadeira pessoa."
(John Powell)


Então... por hoje é só!

Até amanhã!

...

29.11.11

224: Hoje conheci um exemplo de mulher...



Olá!


Hoje conheci um exemplo de mulher...


(Mas escreverei sobre isso amanhã porque é muito tarde).


Sorry!!! Muito ocupada com meu trabalho.


Mas que tal esta mensagem para reflexão?



...


28.11.11

223: Eu amo ser quem eu sou e você?




Olá!
Hoje logo ao acordar, antes mesmo de sair da cama, fiz uma longa oração/meditação. Desejei que esta semana seja maravilhosa não apenas para mim, mas para várias outras pessoas próximas. Procurei sentir uma vibração positiva. Também respirei profundamente apenas e deixei um espaço "vazio" para que eu recebesse uns "insights" e duas coisas me vieram à mente: 



Preciso aprender duas coisas importantíssimas:


1) Aprender a me amar incondicionalmente;
2) Aprender a dizer NÃO!



Creio que ocorrendo a primeira situação, a segunda é consequência. Baseada nestes insights resolvi desapegar e deixar o dia acontecer. Ou seja, naturalmente se desenrolar diante dos meus olhos e foi um dia espetacular. Tive uma sensação de imensa paz interior e de estar sendo 100% guiada por uma força "invisível", mas altamente poderosa. Vou continuar deixando esta intuição me guiar pois é só assim que sei viver, seguindo meu coração e minha consciência maior, não minha razão.



Eu me propus a ser mais autêntica comigo mesma, me respeitando mais, me compreendendo mais, aceitando minhas características de personalidade e valorizando meus desejos (porém sem ego). Não sei se consigo resumir o que espero internalizar sem recorrer ao clichê: "Todo mundo é único e insubstituível, nasceu com características próprias e deve valorizá-las e não procurar imitar ninguém, nem se desculpar pelo que é, principalmente quando convive com pessoas que pensam diferente." 


Aliás, vale para os dois lados, devemos aceitar os outros como são também, para sermos aceitos." Ou... Como diz a filosofia Seicho-no-ie: "Cada pessoa deve procurar viver de modo natural." Compreendo porque esta "revelação" surgiu para mim. Analisando o modo como reajo à muitas coisas, percebo que preciso ser bem mais assertiva.


Sinto que apesar de caminhar com "baby steps", estou "progredindo", hoje dei um grande passo nesta direção, depois comento mais sobre isso. Pretendo me posicionar sobre muitas coisas importantes na minha vida. Grandes decisões. 
Quero evitar sentir a obrigação de ter que me anular para agradar os demais. Isto custa muito caro, acabamos sendo infelizes e as pessoas ao nosso redor também sentem este peso, pois cobramos esta "anulação".


"Não posso continuar fingindo..."

Se nós conseguirmos nos amar de verdade não necessitaremos mais da opinião alheia para manifestarmos nosso Eu verdadeiro, nossa singularidade, o que nos torna especiais. Agindo assim jamais dependeremos do reconhecimento alheio, de elogios para nos sentirmos bem. Profissionalmente estou tomando um novo rumo. Só sei que estou muito feliz comigo. Decidi tomar as rédeas de algumas situações que estavam me incomodando e estou sentindo a diferença. 



Sinto paz e alívio. Esperança e força. Sucesso e espiritualidade. Tudo ao mesmo tempo. E... Por hoje é só.



Minha mentalização para antes de dormir:


Eu amo ser quem sou!


Até amanhã.

...



27.11.11

222: Um grande exemplo de ser humano



Não sabia que esta frase era dele, mas é muito válida, não?! Quem será que o fez sofrer? Às vezes dá a impressão que tudo foi quase "perfeito" para ele.

Olá!
Ontem foi um dia muito atípico. O niver da minha mãe foi maravilhoso, mas a noite excepcionalmente eu não estava muito bem, devo ter comido algo que não estava 100% pois passei mal. Por este motivo não tive vontade de vir aqui publicar nada antes de dormir. Mas me senti bem com isso. Feliz por em permitir ter a liberdade de pular um dia aqui, pois recompensarei depois. 


Hoje passei por uma experiência divertida, pela primeira vez em toda a minha vida fiquei presa num elevador. Aconteceu aqui no meu prédio. Eu estava sozinha, mas não liguei, afinal era um domingo e eu não tinha horário marcado com nenhum compromisso, estava apenas indo ao supermercado. Então apertei o alarme, aguardei, sentei e comecei a enviar SMS para meus conhecidos para passar o tempo.

 PS.: Esta não sou eu, mas acho que passamos pela mesma situação.

Carpe Diem! 
Acho que fiquei menos de 10 minutos presa porque o noivo da síndica conseguiu abrir a porta e me tirou de lá rapidinho. Logo em seguida o técnico chegou. Desci pela escada e ao chegar na portaria havia uma "torcida organizada" para me libertar, uma galera estava preocupada comigo. Como tem vizinhos e funcionários maravilhosos neste prédio. Muito calor humano! 


Fui ao mercado e quando voltei, estava obviamente cheia de compras, porém não precisei subir os 12 andares pela escada com elas pois o elevador havia acabado de ser consertado, Maravilha! 
Parece que foi encontro marcado. Subi sem medo, pois não tenho claustrofobia. Meus medos são outros, pois acho que ninguém está livre de algum tipo de dele, não é? 


Fiz uma sopa e comi apenas alimentos leves e já estou 100% como sempre; pois minha saúde é fantástica. Mas mudando de assunto, hoje pensei... O que faço para compensar o fato de que não publiquei ontem? E a resposta veio: Publicar hoje algo especial! Então colocarei um vídeo que falará por si só. 


Que exemplo de ser humano. Dica: Volte ao início deste blog e saberá quem é... Dizem que ele teve que aprender a correr na chuva porque quando criança perdeu uma prova e ficou triste. Que seja uma bela lição em desaprender e reaprender com mais fé e disposição. 


Espero que este vídeo ilumine seu coração e sua mente e inspire você a ser o seu melhor. É mais um ídolo brasileiro que faz meu coração bater com muito orgulho de ser brasileira. Enjoy it! Basta clicar no link abaixo:




Tenha uma semana maravilhosa!!!

Até amanhã.

...

PS.: Bem-vinda nova seguidora!


25.11.11

221: Escolhi ouvir a minha própria voz

Eescolhi ouvir a minha própria voz...


Olá!
Tudo bem?
Se eu tivesse que mensurar o dia de hoje com uma nota de 0 à 10 eu diria que foi um 8.5. 
Dia lindo e bastante quente. Almoço com mamãe e meu amor, novamente. Comida chinesa desta vez.
Depois do almoço, muitos negócios e muita conversa por telefone. Amanhã é niver da minha amada mãezinha e como nós ainda nos permitimos ser "crianças", vamos almoçar fora e depois ao cinema ver um filme 3D (Happy Feet 2).




Hoje começou o belíssimo show de natal do HSBC (Palácio Avenida) na rua XV, no Centro da cidade. Vou  tentar filmar o coral das crianças e os fogos para colocar aqui, são lindos. Milhares de pessoas assistem todos os anos. Este será o 21º show. Moro num local privilegiado, posso ouvir e ver os fogos sem sair do meu apartamento. 


25/11/2011  18 /12/2011
NATAL - HSBC
CURITIBA

Em cada janela há uma criança cantando.

O Natal HSBC é um dos mais conhecidos cartões-postais de Curitiba. Mais que um grande evento, esse é um projeto social que possibilita às crianças uma oportunidade de crescimento, emocional, social e artístico.


Data: 25,26, e 27 de novembro, 2, 3, 4, 9, 10, 11, 16, 17 e 18 de dezembro.
Horário: 6ª a dom. às 20h30
Tipo: natalino
Local: Palácio Avenida
Endereço: R. Das Flores s/nº.
Informações: HSBC



Mudando de assunto, será que eu já publiquei as palavras abaixo? Esqueci... Mas não faz mal.


O sorriso...
É o cartão de visita das pessoas saudáveis. Distribua-o gentilmente. 

O diálogo...
É a ponte que liga as duas margens, do eu à do tu. Transmite-o bastante. 

O amor...
É a melhor música na partitura da vida. Sem ele, você será um eterno desafinado. 

A bondade...
É a flor mais atraente do jardim de um coração bem cultivado. Plante estas flores. 

A alegria...
É o perfume gratificante, fruto do dever cumprido. Esbanje-o, o mundo precisa dele. 

A paz da consciência...
É o melhor travesseiro para o sono da tranqüilidade. Viva em paz consigo mesmo. 

A fé...
É a bússola certa para os navios errantes, incertos, buscando as praias da eternidade. Utilize-a. 

A esperança... 
É o vento bom enfunando as velas do nosso barco. Chame-o para dentro do seu cotidiano.


E para finalizar, gostaria de dizer que continuo com o exercício do desapego. Coloco TUDO nas mãos desta grande Fonte de Amor e Sabedoria Universal e confio. Creio que minha intuição já está captando muitas orientações:

"Confie nos seus pressentimentos. Eles normalmente são baseados em fatos arquivados abaixo do nível da consciência."
(Dr. Joyce Brothers )

Até amanhã!

...



24.11.11

220: Uma nova história Deus tem para mim

Este pensamento acima parece ser verdadeiro para mim, pois mudanças estão ocorrendo...


Olá!
Dia cheio de altos e baixos. 
Tudo menos rotina e monotonia.
Não foi fácil manter a paz interior, exigiu muito de mim.
Tiveram momentos estressantes e desafiadores, mas no final da tarde desapeguei completamente. Realmente consegui. Aproveitei e fui passear na feira de natal que está acontecendo aqui em Curitiba, na Praça Osório, pois fica há 3 quadras do meu apartamento. Acabei saboreando um delicioso suco chamado Lassi e um prato, também indiano e delicioso. O mais engraçado é que comi apenas alimentos vegetarianos e na minha frente havia uma barraca vendendo espetinhos de carne bovina e de frango. Haviam 3 indianos comendo lá. Tive a impressão que "trocamos de lado". 


No mais, recebi da minha mãe um arquivo sobre a morte e amei! Trata de um assunto macabro de modo bastante divertido e serve como reflexão. Mesmo tendo uma mensagem "clichê', eu curti, então aqui está:


video


E...
Se você quiser saber mais sobre a feira que visitei, acesse o link do vídeo abaixo:



Vou dormir, pois já é bem tarde. 
O meu Google estava com problemas, não consegui publicar antes, mas agora chega, né?
Uma nova história Deus tem para mim, espero!
Estou meditando para manter o foco em acertar o que eu defino como as minhas prioridades, pois o restante é passageiro. Haja sabedoria! Porém...
Tenho fé de que amanhã será um dia melhor.




Até amanhã!

...