25.3.12

277: O Rio e o Oceano




Olá!
Tudo bem?
Sei que já está virando costume, mas me desculpe pelo atraso na publicação e por ter divulgado o vídeo do holandês voador na publicação anterior, pois é um hoax (mentira falsa que roda a internet). Não vou deletar o vídeo porque mesmo assim, me inspirou a "voar"...
Mudando de assunto, fiz muitas coisas hoje (domingo).
Dei 2 voltas completas no parque Barigui pela manhã (5.3 Km cada volta) e mais exercícios, depois fui almoçar fora com a minha mãe e então trabalhei a tarde inteira num projeto novo aqui para o blog (aguarde até esta quinta, dia 29/03).
Pelo menos vou mudar as cores e imagens, mas quando der quero ir mais fundo e aceito sugestões.



Depois jantei, fui ao supermercado e estava fechando uns detalhes para um outro projeto, que não é deste espaço e sim da área profissional. Partilharei com vocês em breve muitas novidades.
Sinto que novos seguidores estão chegando e preciso "arrumar melhor a casa" para receber tantas pessoas especiais e manter os mais antigos ainda motivados. Por esta razão vou dar um upgrade neste espaço.
Tantas mudanças ao mesmo tempo... Mas eu havia prometido que faria isso, não é mesmo!?





O Rio e o Oceano


Diz-se que, mesmo antes de um rio
cair no oceano ele treme
de medo.

Olha para trás, para toda a jornada,
os cumes, as montanhas,
o longo caminho sinuoso através
das florestas, através dos
povoados, e vê à sua frente
um oceano tão vasto que entrar
nele nada mais é do que
desaparecer para sempre.

Mas não há outra maneira.
O rio não pode voltar.

Ninguém pode voltar.
Voltar é impossível na existência.
Você pode apenas ir em frente.

O rio precisa se arriscar e
entrar no oceano.

E somente quando ele entra
no oceano é que o medo
desaparece.

Porque apenas então o rio
saberá que não se trata de
desaparecer no oceano,
mas tornar-se oceano.

Por um lado é desaparecimento
e por outro lado é
renascimento.

Assim somos nós.

Só podemos ir em frente e arriscar.
Coragem !! Avance firme e torne-se Oceano!!!

(Osho)


Mas não é preciso ser assim...

Pois podemos selecionar nossas escolhas também!

Não é mesmo?!



Chega de desculpas!


E... até breve!

...





Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Toda reforma foi em algum tempo uma simples opinião particular." (Ralph Waldo Emerson)